Entrevista com Sérgio Mattos

Sergio Mattos1

O agente de talentos Sérgio Mattos tem uma longa trajetória nos bastidores da moda. Nos anos 1980 ele gerenciava a grife Yes Brazil. Em 1988, foi convidado para ser caça-talentos da agência de modelos Elite no Brasil, viajando o país inteiro para montar o time inical de modelos da agência. Maria Fernanda Cândido, Paula Franco e Carlos Casagrande faziam parte deste time. Depois, a convite do próprio John Casablancas, dono da Elite, abriu a filial da agência no Rio de Janeiro.

Neste período, viajou por todo o Brasil produzindo o concurso internacional “The Look of the Year”, e acompanhando as vencedoras nas etapas internacionais do evento: em 1994, Ibiza com Gisele Bündchen, então com 14 anos; em 1995, Seul na Coréia, com Caroline Ribeiro; em 1996, Nice (França), com Isabeli Fontana, Ana Beatriz Barros e Michele Alves; e em 1999, em Nice (França), com Raica. Entre os nomes que Sérgio Mattos lançou no mercado ao longo de tantos anos profissão estão Cauã Reymond, Márcio Garcia, Isabel Fillardis, Paulo Zulu…

No começo dos anos 2000, passou pelas agências Next (uma das maiores de Nova York) e Mega Rio, até em 2004 abrir a agência 40 Graus Models, no Rio de Janeiro. Agora, em 2017, acaba de abrir o Studio Galleria, em SP, com uma exposição de registros fotográficos desses anos todos ao lado dos principais modelos do mercado nacional e internacional. O espaço multifuncional abriga oficinas, exposições e workshops. O próprio Sérgio Mattos dá ali uma aula para quem quer iniciar a carreira de modelo, que fala sobre o mercado de trabalho, técnica de passarela, fotografia, texto e improvisação para comerciais de TV e publicidade.

Sérgio Mattos respondeu algumas perguntas por email sobre o mercado de modelos atualmente, novos padrões de beleza e cita os modelos masculinos brasileiros mais importantes até hoje.

Ainda podemos falar em um padrão de beleza?
A moda sempre procura pelo novo. Acredito que a beleza está hoje em dia com um perfil bem globalizado. É a mistura que o Brasil representa e está super em alta.

Quais são os perfis de modelos mais procurados para elencos de cinema, moda e publicidade?
Principalmente os modelos com rostos marcantes e que sejam fotogênicos. E também os tipos ruivos, mestiços, orientais.

O que mudou na prática o debate em torno da diversidade?
O foco atualmente é não ter preconceitos, aceitar o que é diferente. Acredito que hoje em dia esta seja uma das maiores preocupações do mercado.

O que ainda falta para vermos na midia um retrato melhor do perfil étnico da população brasileira?
Com o tempo as coisas já estão mudando… Os padrões estéticos estão cada vez mais abrangentes e isto se reflete na publicidade e na moda.

Quais são os modelos que estão em destaque hoje?
Gabriel Sinhel, Caian Zattar, Pietro Baltazar, Jullio Reis… Cada um com ser perfil e conquistando seu espaço.

Como é o mercado masculino para modelos em comparação ao feminino?
Os bons modelos masculinos têm sempre seu espaço. Ai estão Marlon Teixeira e Evandro Soldatti. Foi assim também com João Vellutini, Sérgio Mello, Jens Peter…

Como se compara o mercado internacional com o brasileiro na visão dos modelos masculinos?
O Brasil sempre é uma vitrine para o mundo, todos querem saber quem são as novas apostas. Pietro Baltazar é o novo favorito e acaba de gravar o videoclipe de Anitta com o fotógrafo Terry Richardson.

Como combater o assédio neste segmento de mercado?
Tudo o que é bonito é desejado, mas cada um precisa ter sua própria ética profissional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

trendy posts

Search